TRANSPORTE ESCOLAR: Comunidade rural se revolta com Hildon Chaves e pode fechar BR

TRANSPORTE ESCOLAR: Comunidade rural se revolta e pode fechar BR no entroncamento

A comunidade do distrito de Vila da Penha, região que abriga mais de 200 famílias de produtores rurais, localizada às margens da BR-425, na região de Abunã, em Porto Velho (RO), está inconformada com o prejuízo que estudantes da região estão sofrendo após a paralisação das aulas por falta de transporte escolar desde o ano passado.

O prazo dado pela Prefeitura de Porto Velho à comunidade havia sido no dia 1º de abril, porém, o problema foi resolvido parcialmente em algumas localidades especificas, onde já existem queixas da má qualidade do serviço em decorrência da frota velha de ônibus disponibilizada.

transporte escolar comunidade rural se revolta com hildon chaves e pode fechar br - TRANSPORTE ESCOLAR: Comunidade rural se revolta e pode fechar BR no entroncamento

Um protesto com o fechamento da BR-364 no entroncamento com a BR-425 já está sendo cogitado pelos moradores que não aguentam mais tanto descaso com suas crianças.

Essa ação fecharia o acesso ao estado do Acre a aos municípios de Guajará-Mirim (RO) e Nova Mamoré (RO).

A falta de serviço básico de saúde na localidade também é um problema grave para essas pessoas, que relatam não haver vacinas e nem profissionais para atendê-los.

Já nas áreas dentro da região de Jaci Paraná, ônibus velhos estão apresentando problemas mecânicos e deixando os estudantes sem condições de chegarem até a escola.

Nas comunidades ribeirinhas a situação é pior, já que as aulas estão 100% paradas para os estudantes que dependem do transporte escolar fluvial, também, desde 2018.

De acordo com a Prefeitura de Porto Velho, atualmente o serviço de transporte escolar está sob situação de contrato emergencial, já que o contrato definitivo está sob judice e acompanhado pelos órgãos de fiscalização e contas, sendo que sua finalização tem previsão para o mês de junho.

(Por: Rondoniaovivo)

Deixe um comentário