sara-winter-é-presa-pela-pf

Liberdade de Expressão: Ativista Sara Winter é presa em Brasília

O ministro do Supremo Tribunal Federal – STF, Alexandre de Moraes autorizou a prisão da ativista Sara Fernandes Giromini, conhecida como Sara Winter.

 

A Polícia Federal, cumpriu na manhã desta segunda-feira (15), o mandado de prisão temporária contra ativista Sara Winter no Distrito Federal, em Brasília. 

 

Militante pró-Bolsonaro, Sara Winter ganhou destaque nacional nos últimos meses por liderar manifestações contra STF e suas ações duvidosas que agora reprimir a liberdade de expressão. 

 

ativista sara presa - Liberdade de Expressão: Ativista Sara Winter é presa em Brasília
Liberdade de Expressão: Ativista Sara Winter é presa em Brasília

 

Sara idealizou o movimento “300 do Brasil”, que realizou um acampamento em Brasília e prometia voltar para explanada. 

 

O mandado atende a um pedido da Procuradoria Geral da República – PGE. Ela é uma das investigadas no inquérito das “fakes news”.

 

Neste momento, Sara Winter que está na superintendência da PF em Brasília. 

 

Além de Sara, outras cinco pessoas foram presas, todas elas com ligação a manifestações contra à Corte.

 

No fim de maio, a PF já havia cumprido um mandado a mando do próprio Ministro Alexandre de Moraes de busca e apreensão na residência de Sara. Naquela ocasião, os agentes recolheram celular e computador da ativista.

 

300 PELO BRASIL

 

No último sábado (13), o Governador do Distrito Federal, Ibaneis Rocha, determinou o desmantelamento do acampamento do grupo da Esplanada dos Ministérios.  Eles promovia manifestações contra o Supremo.

 

Neste domingo (14), Sara classificou Ibanes como “Projeto de Ditador”. Depois de um novo decreto proibindo manifestações na Esplanada dos Ministérios no dia 14 de junho de 2020.

 

DEFESA

 

A defesa da ativista afirma que ela foi presa por volta de 7h desta segunda-feira (15). Ainda de acordo com Bertoni Barbosa, que representa ativista, disse que não teve acesso a mais detalhes sobre a prisão e sobre os motivos alegados no mandado.

 

1 Comment

Comments are closed.