Restituição do IR pode ganhar vantagens com aumento da Selic

Início » Restituição do IR pode ganhar vantagens com aumento da Selic
Uma das grandes vantagens de entregar a declaração do Imposto de Renda logo nos primeiros dias é receber antecipadamente a restituição. Neste ano, os contribuintes podem ter direito a outra vantagem com o aumento da taxa básica de juros (Selic).

O Comitê de Política Monetária anunciou na última semana que aumentou a Selic de 2% para 2,75%, e o valor da restituição do IR pode refletir essa margem mais alta. Continue lendo para saber como calcular o acréscimo.

Como calcular o reflexo da Selic no IR

Depois de declarar e pagar o Imposto de Renda, o cidadão passa a ter direito a receber uma restituição da Receita Federal no futuro. Para que não haja prejuízos ao contribuinte, esse valor deve ser corrigido antes da devolução.

Considerando que a taxa básica de juros passou a ser 2,75% ao ano, a correção que precisa ser feita antes da restrição deve ter como base a margem de 0,22% ao mês. Para calcular essa diferença, o contribuinte tem que descobrir qual será seu lote de restituição.

Depois de saber em qual mês o valor será liberado, basta calcular a Selic desde o último dia de entrega até o mês anterior ao recebimento da restituição. Depois da liberação, o valor não sofre novas correções, e o dinheiro fica disponível pelo prazo de um ano.

Leia mais: Empréstimo da restituição do IR realmente vale a pena? Descubra!


Com informações do site Edital Concursos Brasil