Servidora publica foto e desabafa sobre situação do João Paulo II

Servidora publica foto e desabafa sobre situação do João Paulo II

imagem04 05 2019 11 05 14 - Servidora publica foto e desabafa sobre situação do João Paulo II

A situação do maior pronto-socorro de Rondônia, o Hospital João Paulo II, continua chamando a atenção e deixando indignada grande parte da população.

Pacientes recebem atendimento e são colocados em corredores, área externa e também no chão na unidade de saúde. Por várias vezes, o descaso já foi denunciado, mas as medidas tomadas pelo governo ainda não surtiram efeito prático.

Na manhã desta sexta-feira (3), uma imagem compartilhada no Facebook mostra uma técnica em enfermagem improvisando uma cama no chão para um paciente. No relato, a profissional se identifica como Valdinéia Campos, funcionária pública há mais de 15 anos do maior hospital de Rondônia, e diz: “a cada dia me revolto e me entristeço a cada dia que vivencio essa situação, onde tenho que improvisar uma caminha no chão pq o meu paciente não tem uma cama pra deitar”. (sic)

Ela conta ainda que o paciente agradeceu a profissional pela “ajuda”. “Muitos chegam aqui, são identificados, internados, passam por cirurgias, voltam pro corredor, pra garagem e, dali mesmo recebem altas. É uma situação vexatória pra nós servidores”, narra a técnica de enfermagem.

No início da tarde desta sexta-feira, 03, a publicação de Valdinéia Campos já foi compartilhada mais de 1.300 vezes com 600 comentários e 1.500 manifestações de apoio.

imagem04 05 2019 11 05 18 - Servidora publica foto e desabafa sobre situação do João Paulo II

No dia 8 de abril deste ano, a Assembleia Legislativa realizou uma audiência pública para debater as responsabilidades municipal e estadual nas unidades de saúde no município de Porto Velho, e a situação do hospital e pronto-socorro João Paulo II e do hospital infantil Cosme e Damião e contou com a presença do secretário estadual de Saúde (Sesau), Fernando Máximo.

Em seu discurso, Fernando Máximo disse que sente uma vergonha, pelas condições, mas também sente orgulho pelos profissionais dedicados que atuam no pronto-socorro João Paulo II. “Agora vai sair o novo pronto-socorro da Capital. Não é tão fácil e nem tão rápido, mas tenho esse desafio. Sou servidor do João Paulo II e sei das dificuldades. Não vamos desistir, não vamos retroceder dessa obra”, garantiu à época.

Antes, em março também deste ano, o um vídeo que circulou pelas redes sociais mostrava ratos no Hospital João Paulo II, levou membros do Tribunal de Contas (TCE) a realizar uma fiscalização surpresa na unidade de saúde. Os roedores foram encontrados e também foram constatados problemas como a situação precária da estrutura em que é acondicionado o lixo, tanto o comum quanto o hospitalar.

O Secretário Fernando Máximo disse que é meta do governador e da Sesau a construção do novo pronto-socorro. “Nós estamos fazendo novamente cotação de planilhas para analisar preços, para depois a gente lançar a licitação. Isso demora um tempo, mas todos os dias eu cobro para saber como está, porque eu preciso ver um novo João Paulo construído. Estamos trabalhando para que até final do próximo mês, a gente consiga preparar para a licitação”, finalizou Fernando Máximo.

Fonte: Diário da Amazônia

Deixe um comentário