Ministério da Saúde realiza pesquisa sobre contaminação dos profissionais da saúde na pandemia

Início » Ministério da Saúde realiza pesquisa sobre contaminação dos profissionais da saúde na pandemia
O Ministério da Saúde, por meio da Secretaria de Gestão do Trabalho e da Educação na Saúde (SGTES/MS), está avaliando os riscos de exposição, ao novo coronavírus, de profissionais da saúde e estudantes cadastrados na Ação Estratégica “O Brasil Conta Comigo”. O estudo já chegou à Região Sudeste.

O objetivo do levantamento é mostrar os danos causados pela pandemia a esse público e reforçar a necessidade de proteger os profissionais da saúde. O estudo também vai contribuir com a geração de evidências científicas que possam ser transladadas à prática, nos diferentes serviços que compõem o Sistema Único de Saúde (SUS). Nessa linha, o intuito é mitigar a contaminação desses profissionais, fornecer indicadores para a gestão de recursos humanos no enfrentamento da atual e de futuras emergências sanitárias, além de oferecer maior segurança na assistência prestada aos pacientes.

Desenvolvida sob coordenação da Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto e da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (USP), o estudo também conta com a parceria da Organização Pan-Americana de Saúde (OPAS).

A pesquisa “Avaliação e gerenciamento dos riscos de contaminação de profissionais de saúde no contexto da Covid-19 em unidades de saúde brasileiras e seus possíveis desfechos – AGIR-COV-2020” iniciou em agosto de 2020. Os especialistas cumprem um cronograma para a coleta dos dados, envolvendo fatores como a contaminação e desfechos do adoecimento, em todas as regiões do país. As próximas a receberem serão Sul e Nordeste.

Ano Internacional dos Trabalhadores da Saúde

Em abril deste ano, o Brasil, por meio do Ministério da Saúde e demais gestores das três esferas do SUS, aderiu à campanha Proteger. Investir. Juntos, da Organização Mundial da Saúde (OMS). A organização internacional declarou 2021 como o Ano Internacional dos Trabalhadores da Saúde e Assistência.

Durante a 4ª Reunião Ordinária da Comissão Intergestores Tripartite (CIT) o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, assinou uma Carta de Compromisso em que reconhece a necessidade dos investimentos que visam suprir as urgências da força de trabalho do SUS nos próximos anos. “A prioridade do Ministério da Saúde, por meio da Secretaria de Gestão do Trabalho e da Educação em Saúde (SGTES), é ter olhar especial para os operadores da saúde na ponta com compromisso de continuar investindo”, disse o ministro.

(function() {
var po = document.createElement(‘script’);
po.async = true;
po.src = document.location.protocol + ‘//connect.facebook.net/pt_BR/all.js#xfbml=1’;
var head = document.getElementsByTagName(‘head’)[0];
head.appendChild(po);
}());

Credit: Fonte