13° INSS, BEm, FGTS e novo auxílio devem ser liberados neste semestre

Início » 13° INSS, BEm, FGTS e novo auxílio devem ser liberados neste semestre
O governo está reeditando diversas medidas adotadas no ano passado para dar continuidade aos pagamentos de benefícios esse ano em razão do avanço da pandemia de Covid-19 no país. Quatro deles estão previstos para voltar em 2021, aos menos dois destes benefícios vão sair com certeza. Os pagamentos têm o objetivo de ajudar trabalhadores formais ou autônomos, desempregados e aposentados e pensionistas do INSS.

Dentre as medidas, o governo vai pagar o auxílio emergencial e o  13º salário do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), a volta do Benefício Emergencial de Manutenção do Emprego e da Renda (BEm) e do FGTS emergencial também são esperados. Acompanhe, a seguir, mais detalhes sobre esses pagamentos.

1 – Auxílio emergencial

Benefício começará a ser pago no mês de abril, os beneficiários do Bolsa Família recebem primeiro no dia 16. De acordo com o ministro Paulo Guedes, os valores vão variar de R$ 175, R$ 250 e R$ 375 de acordo com a composição familiar. Confira:

  • mães solteiras: R$ 375
  • família formada por casal: R$ 250
  • pessoas de baixa renda que moram sozinhas: R$ 175

2 – 13° do INSS

O 13º dos segurados do INSS deverá ser antecipado novamente este ano. A proposta do governo era começar a pagar a primeira parcela em fevereiro e a segunda em março, porém a decisão foi adiada. Isso porque a aprovação do Orçamento da União para 2021 ainda é necessária.

Terão direito à antecipação, as pessoas que recebem aposentadoria, pensão por morte, salário maternidade, auxílio-doença, auxílio-acidente e também auxílio-reclusão. O pagamento antecipado deve atender principalmente os idosos.

3 – BEm

Já o Benefício Emergencial de Preservação do Emprego e Renda (BEm) autoriza que as empresas suspendam os contratos ou reduzam as jornadas de trabalho e salários de seus funcionários. As empresas que entraram em acordo com os trabalhadores, puderam fazer três tipos de redução da jornada:

  • 25% – recebe 75% do salário e 25% da parcela do BEm
  • 50% – recebe 50% do salário e 50% da parcela do BEm
  • 70% – recebe 30% do salário e 70% da parcela do BEm
  • ou suspensão de contrato (poderia receber 100% ou 70% da parcela do BEm

4 – FGTS emergencial

Uma nova rodada do saque emergencial do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) pode ser liberada. Em 2020, os trabalhadores puderam resgatar até R$ 1.045, o valor de um salário mínimo, caso o pagamento for liberado este ano, o valor pode ser menor.

O FGTS emergencial é destinado para quem está trabalhando ou trabalhou formalmente com carteira assinada. Os pagamentos são feitos pela Caixa por meio do aplicativo Caixa Tem.

Veja também: Quem será afetado com o corte no valor do seguro-desemprego em 2021?


Com informações do site Edital Concursos Brasil